Resenha | Nocturna (Nocturna #1)

2 de set. de 2020

 

Oi Perdidos, 

"Um homem de escuridão e uma mulher de luz se uniram e se tornaram um só. O homem caiu e se estirou aos pés da mulher, tornando-se sua sombra. A união dos dois criou a humanidade como devia ser: um equilíbrio de luz e escuridão. Desse equilíbrio, surgiu a magia e o mundo enfim encontrou sua estabilidade." 

Não conhecia a fantasia criada pela autora americana Maya Motayne até receber Nocturna e imergir neste mundo cheio de magia em que um príncipe traumatizado e uma ladra sem rosto precisam derrotar uma magia capaz de trazer a escuridão e quebrar o equilíbrio do mundo. 

Nocturna
Amazon

Série: Nocturna #1
Autora: Maya Motayne
Tradutora: Flavia Souto Maior
Editora: Seguinte
Gênero: Fantasia, YA
ISBN: 9788555340918 Skoob
Páginas: 480
Ano: 2019
Classificação:


Alfehr é o príncipe de Castallan. Quando seu irmão mais velho e herdeiro do trono foi assassinato na sua frente, Alfie se tornou o próximo na linha de sucessão real, mas ele ainda acredita que seu irmão pode estar vivo. Alfie busca por provas e informações que possam trazer seu irmão de volta. Em um jogo ilegal de cartas ele espera ganhar antigos livros de magia que podem conter as respostas que busca.

Finn é uma ladra que tem o poder de mudar sua aparência física e se transformar em qualquer pessoa. Ela também deseja os livros de magia para vender e fazer uma boa grana, mas as coisas não acabam muito bem para ela. Finn acaba presa por uma poderosa mafiosa e é obrigada a usar sua magia para ajudá-la com seus crimes.

Quando Alfie e Finn se encontram novamente, ele acaba liberando uma magia maligna capaz de mergulhar o mundo em Nocturna: uma noite sem fim na qual o Deus das trevas reinará. Juntos, o casal parte para prender novamente a magia, antes que ela destrua tudo o que há de bom. Tanto Afie como Finn precisam vencer alguns traumas para conseguirem vencer essa jornada mágica.

Castallan é um reino inspirado na América Latina. Vários termos são similares ao castelhano e o reino foi dominado pelos inglésios (!!) por muitos anos. Os inglésios achavam que a magia deveria ser usada somente pelos puros, mas Castallan recuperou sua liberdade e segue acreditando que a magia é para todos. Além da magia ensinada, algumas pessoas possuem o proprio: um poder especial e único.

A magia é colorida pelas experiências, lembranças e emoções de um indivíduo.

Achei o início do livro um pouco lento, mas todo o universo criado pela autora Maya Motayne me manteve preso na história que melhora após algumas páginas. Os personagens são interessantes. A cada momento estamos descobrindo alguma coisa sobre o passado deles. Pena que a sinopse do livro entrega muita coisa. Não são spoilers, mas gosto quando a gente vai descobrindo esses detalhes durante a leitura. Amei Alfie e Finn! É claro que eles formarão um casal mais adiante. Aqui, eles ainda estão se conhecendo e percebendo o quanto um é importante para o outro. É uma relação de amizade e de carinho, apesar das inúmeras farpas que eles soltam. É uma relação bem divertida!

Luka, primo de Alfie, é outro personagem intrigante. Ele é gay e espero que ele apareça mais nos próximos livros da trilogia. Além de trazer um personagem LGBTQ+, todos os personagens de Castallan são descritos como de pele escura e morena, assim como a autora (own voices). Ponto para a diversidade!

O livro é um pouco pesado, mas essa é uma consequência das folhas amarelas e grossas. A diagramação da Editora Seguinte é ótima para a leitura, com letras de bom tamanho e um ótimo espaçamento entre as linhas e as margens. A tradução foi feita pela ótima Flávia Souto Maior. A capa é linda e a lombada do livro é identificada como sendo o primeiro da trilogia. Acho isso muito importante para o meu TOC [risos].

Assista o Book Trailer de Nocturna.

 

Gostei muito de acompanhar a jornada mágica de Alfie e Finn. Com personagens carismáticos e divertidos a gente se envolve facilmente no universo fantástico de Nocturna, primeiro livro da autora Maya Motayne. Já estou ansioso por Oculta, segundo livro da trilogia que será lançado nos EUA em setembro deste ano e que a Seguinte logo publicará por aqui.

Com amor, André

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi Perdido,
Deixe o seu recado, seja ele um elogio ou uma sugestão.
Obrigada por visitar os Garotos Perdidos.