Resenha | Jess (Estrelando o Amor #1,5)

5 de fev de 2019

Oi Perdidos,

O romance erótico Jay me surpreendeu bastante por se passar em plena indústria pornográfica. Já leu a resenha? Não! Você pode clicar aqui para ler minhas impressões do primeiro livro da trilogia Estrelando o Amor.

Hoje, vou falar sobre Jess, um conto que a autora Karen Dorothy escreveu para narrar o que aconteceu com Jéssica antes dela se tornar Jess, uma das maiores estrelas do ramo de filmes pornô.

Título: Jess
Série: Estrelando o Amor #1.5
Autora: Karen Dorothy
Editora: Cappia
Gênero: Nacional, Romance, Hot
Páginas: 98
Ano: 2018
[+18] Inapropriado para menores de 18 anos
Classificação:


O conto é curto, tem apenas 98 páginas. Poderia até ter falado dele junto com Jay, mas esse conto trata de um assunto tão importante que merece uma resenha própria. Só tome cuidado com os spoilers sobre Jay.

No primeiro livro, a gente conhece Jess e Jay (que casal sexy!), além dos dramas que levaram Jéssica a fugir para Los Angeles e depois aceitar o convite de Gil para trabalhar em sua produtora. Karen Dorothy aproveita o conto para narrar em detalhes o passado dela, principalmente seu relacionamento com Brett.

Toda borboleta já foi um casulo.

Jéssica acabou de perder os pais e foi adotada pelos pais de Luke, seu melhor amigo. Mesmo assim ela não se sente completa. Nem podia! É acompanhada por um psicólogo e quando resolve voltar às aulas conhece Brett. Ele é apaixonado por ela. É compreensivo e nunca avança o sinal. Entretanto, demostra sinais de ser possessivo, mas ela releva achando que é excesso de zelo.

A história é narrada sob o ponto de vista de Jéssica, então a gente consegue saber quais são os seus pensamentos e seus sentimentos. Quando leio uma notícia sobre uma mulher que foi agredida pelo marido, sempre penso como ela deixou chegar àquele ponto. Karen Dorothy conseguiu responder minhas dúvidas com um texto leve, mas profundo ao mesmo tempo.

O número de violência contra as mulheres é imenso e histórias como essa servem de alerta. Na maioria dos casos, os sinais estão aparentes desde o início do relacionamento, por isso é preciso cortar o mal pela raiz.

Também foi legal saber como foi a conversa entre Jéssica e Luke sobre o novo trabalho dela. Uma coisa que sempre quis saber é como ele aceitou gravar as cenas de sexo com a melhor amiga. Um momento bem engraçado!

Já estou lendo Take 2. Infelizmente o segundo livro da trilogia não trata mais de Jess e Jay, e sim de Camille e Tyler. Preparados para mais uma história recheada de sexo? Estou curioso para saber quais as histórias desses dois personagens. Tenho certeza que a autora vai complicar bastante o romance deles. Em breve volto para falar o que achei.

Com amor, André

Resenha publicada originalmente no blog Clube do Farol

Um comentário:

  1. vou ler a resenha do livro. :)
    Achei interessante a autora escrever um conto sobre a personagem antes da história do livro. Casos de violência doméstica são sempre bem tensos, é maravilhoso quando os autores conseguem tratar de assuntos pesados de forma mais leve.
    Bjs

    ResponderExcluir

Oi Perdido,
Deixe um elogio ou uma sugestão.
Obrigada por visitar os Garotos Perdidos.