Crítica | Wi-Fi Ralph: Quebrando a Internet

7 de jan de 2019

Oi Perdidos,

WiFi Ralph: Quebrando a Internet é a maior estreia da primeira semana de 2019 e a garotada de férias está lotando os cinemas para assistir à continuação de Detona Ralph, desenho da Disney de 2012.

Título: WiFi Ralph: Quebrando a Internet
Título Original: Ralph Breaks the Internet
País: EUA
Ano: 2018
Diretor: Rich Moore e Phil Johnston
Gênero: Desenho, Disney
Produção: Disney
Classificação:

Depois que o volante do Corrida Doce quebrou, Ralph, o vilão dos videogames, e a princesa Vanellope navegam pela vasta internet a procura do único volante do jogo de fliperama. Eles conseguem comprar o volante sobressalente em um divertido leilão no e-bay, mas não têm como pagar.

Eles tentam ganhar algum dinheiro com o carro de Shank, mas não vai ser fácil tirar o carro da líder do Corrida Mortal, o jogo online mais popular e perigoso do momento. O gráfico do jogo é bem realista. Adorei o visual dos players [risos]. Shank é a melhor personagem do filme, apesar do pouco tempo em tela.

Shank e sua gang, no jogo Corrida Mortal

Ralph faz uma nova tentativa gravando vídeos para o BuzzTube. Os vídeos dele viralizam e os diretores do filme aproveitam para discutir como os Digital Influencers fazem para atrair tantos visitantes e transformar os milhares de likes em dinheiro. Sabe os 15 minutos de fama que Andy Warhol falou?

No futuro, todos terão seus quinze minutos de fama

Ele bem que podia estar se referindo às celebridades instantâneas que aparecem e desaparecem a todo instante na internet.

Um dos momentos mais divertidos é quando Vanellope encontra com as Princesas da Disney. Só a Disney é capaz de zoar com suas personagens mais preciosas. Isso indica que estamos realmente em outros tempos.


O início de WiFi Ralph é um pouco lento por causa do roteiro que tenta explicar coisas que não precisam ser explicadas. Primeiro, ele resume a amizade entre Vanellope e Ralph, para depois explicar como funciona a internet. Isso não é necessário. As crianças de hoje já nasceram conectadas à tecnologia. Claro que há momentos inspirados, como o site de busca e as propagandas pop-up, mas tudo parece forçado. Todo roteiro é montado para levar os personagens ao clímax do filme, o problema é quando a gente percebe essas manobras narrativas.

Wi-Fi Ralph é divertido, tem um final empolgante e uma linda mensagem sobre amizade, mas não chega aos pés do ótimo Detona Ralph, filme de 6 anos atrás. O tempo voa, não é mesmo?

Com amor, André

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi Perdido,
Deixe o seu recado, seja ele um elogio ou uma sugestão.
Obrigada por visitar os Garotos Perdidos.