Crítica | O Primeiro Homem

22 de out de 2018

Oi Perdidos,

Neil Alden Armstrong foi aviador naval, piloto de testes, engenheiro aeronáutico e astronauta dos Estados Unidos. Ele escreveu seu nome na história da humanidade ao ser o primeiro homem a pisar na lua.

O Primeiro Homem conta não só a jornada desse herói americano, como a do ser humano.

First Man
Título: O Primeiro Homem
Título Original: First Man
País: EUA
Ano: 2018
Diretor: Damien Chazelle
Atores: Ryan Gosling e Claire Foy
Gênero: Biografia, Drama e Ficção
Classificação:


O filme narra a vida do lendário astronauta americano Neil Armstrong entre os anos de 1961 e 1969, mostrando os sacrifícios pessoais e as duras missões que ele e seus amigos tiveram que enfrentar durante a Corrida Espacial contra a União Soviética.

A Guerra Fria foi um período histórico de disputas estratégicas e conflitos indiretos entre os Estados Unidos e a União Soviética. Um conflito de ordem política, tecnológica e ideológica que apimentou os projetos espaciais dos dois países.

Ryan Gosling

Armstrong entrou para a NASA em 1962, integrando o segundo grupo de astronautas da agência espacial, indo ao espaço pela primeira vez em 1966, como comandante da missão Gemini VIII, três anos antes do voo da Apollo 11.

Esse é um pequeno passo para o homem, um grande salto para a humanidade

Todo mundo conhece o desfecho dessa história por isso o filme foca na vida do astronauta e de sua família. Pena que Neil Armstrong era um homem introspectivo que levava uma vida bem tranquila, então, o filme perde em dramaticidade. O único momento mais dramático é a morte da primeira filha que ele teve com Janet, sua segunda esposa, mas o diretor não trabalha esse arco dramático muito bem.

O diretor Damien Chazelle chamou a atenção do mundo com Wiplash: Em Busca da Perfeição (2014) e depois dirigiu o musical La La Land que lhe rendeu o Oscar de Melhor Diretor em 2017. A direção de Chazelle é boa e muito atenta aos detalhes científicos, mas peca por minimalizar demais o lado emocional dos personagens.

 Ryan Gosling e Claire Foy

O elenco é encabeçado por Ryan Gosling (de La La Land) e Claire Foy (de The Crown). Os dois entregam atuações contidas. Janet, personagem de Claire Foy, tem mais força, mas sem muito impacto. Acho Gosling um ator sem muita expressão, mas isso encaixou bem com a personalidade fria de seu personagem.

O destaque do filme fica mesmo para a parte técnica. A Direção de Arte e a Fotografia são impecáveis - o interior das naves é realista e claustrofóbico. A Mixagem de Som também está incrível ao misturar a trilha sonora com momentos de puro silêncio. Os Efeitos Especiais são bem realizados e a imagem da planície lunar é impressionante. Steven Spielberg que atua como um dos Produtores Executivos deve ter colaborado muito nos quesitos técnicos que com certeza devem receber indicações ao Oscar no ano que vem.

O Primeiro Homem é um filme muito bem feito, mas um pouco morno se é que vocês me entendem. Vale ser visto nos cinemas por causa da excelência dos quesitos técnicos.

Com amor, André

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oie,
Obrigada por visitar os Garotos Perdidos.
Sua opinião é muito importante para mim.