Resenha Graham: O Continente Lemúria

27 de jun de 2018
A. Wood

Oi Perdidos,

A fantasia Graham: O Continente Lemúria, escrito por A. Wood, pseudônimo do paulista Vinícius Fernandes, foi o meu primeiro contato com a Editora Selo Jovem.

Não entendi muito o título do livro antes de começar a ler, mas só vou adiantar que Graham é o sobrenome de nosso personagem principal: Peter Graham. Ele é um caçador de vampiros!

A. Wood
Título: Graham: O Continente Lemúria
Autor: A. Wood (Vinicius Fernandes)
Editora: Selo Jovem
Gênero: Fantasia, LGBTQ+
Páginas: 210
Ano: 2014
Classificação:

Essas criaturas malditas existem. São tão reais quanto qualquer pessoa. Elas existem, estão entre nós, e eu odeio todas elas. Quero vê-las mortas, torturadas, dizimadas, Estou aqui apenas para isso. Aniquilá-las uma por uma.

O livro começa com Peter matando um vampiro logo depois de seduzi-lo em uma boate gay no Canadá, onde se passa a nossa história. O autor alterna presente e passado de forma inteligente para contar como um rapaz gay que só queria ser feliz se transformou em um caçador de vampiros frio e determinado.

Lilian é a melhor amiga de Peter. Eles e Alex estão sempre juntos, mas, desde que Lilian levou Jordan para assistir uma aula na faculdade de Desenho Industrial, Peter não pensa em mais ninguém.

Além de ser bonito, com olhos castanho claros, cabelos num tom quase loiro, pele clara e em forma, ele se mostrara inteligente, sabia conversar e – ah, aquilo foi o que deixou Peter encantado – tinha um sorriso que prendia sua atenção, ainda mais quando aquele olhar o fitava timidamente ao mesmo tempo.

Peter está muito feliz, mas um trágico acontecimento acaba com tudo. Ele se afasta de todos e, ao descobrir o que realmente aconteceu, passa a ter um único objetivo na vida: aniquilar o maior número de sanguessugas possível. Porém, ele é chantageado por um poderoso vampiro para caçar e matar John, o líder dos lobisomens.

A. Wood foi corajoso ao criar um caçador de vampiros gay. Ele conseguiu dosar muito bem os dois temas. Os flashbacks são narrados em terceira pessoa e contam como Peter descobriu a sua homossexualidade e o medo que tinha de sair do armário para seus pais e irmãos. O presente é narrado sob o ponto de vista do caçador de vampiros e o autor não economiza no sangue, nem na violência. Montamos esse quebra-cabeça aos poucos e algumas peças são capazes de surpreender.

Graham: O Continente Lemúria foi indicado ao Prêmio PapoMix da Diversidade de 2014. É uma história cheia de ação, mas o autor Vinícius Fernandes também consegue emocionar.

Misturar vampiros e lobisomens com os conflitos de um protagonista gay poderia resultar em uma bagunça total, mas a narrativa de Vinicius Fernandes nos deixa totalmente imerso na trajetória do nosso protagonista. Amei essa leitura!

Com amor, André.

Um comentário:

  1. Oi André
    Também gostei muito deste livro, apesar de ser fino consegue misturar muito bem aventura com sobrenatural e ainda tratar dos conflitos e crescimento do personagem principal.
    abraços
    Gisela
    www.lerparadivertir.com

    ResponderExcluir

Oie,
Obrigada por visitar os Garotos Perdidos.
Sua opinião é muito importante para mim.