Crítica | Com Amor, Simon

10 de abr de 2018

Oi Perdidos,

Com Amor, Simon é baseado no livro Simon Vs. A Agenda Homo Sapiens, de Becky Albertalli, o que sempre gera o questionamento de quem é melhor: livro ou filme.

Título: Com Amor, Simon
Título Original: Love, Simon
País: EUA
Ano: 2018
Diretor: Greg Berlanti
Atores: Nick Robinson, Jennifer Garner, Josh Duhamel, Katherine Langford, Alexandra Shipp, Keiynan Lonsdale e Jorge Lendeborg Jr.
Gênero: Drama, Comédia Romântica, LGBTQ+
Produção: Fox
Classificação:

Simon Spier (Nick Robinson) tem 17 anos. Ele é o típico adolescente americano, mas esconde um grande segredo da família e dos amigos: ele é gay! Quando um garoto se declara gay no blog da escola usando o nickname Blue, os dois começam a se corresponder através de e-mails e Simon se apaixona mesmo sem saber a real identidade de Blue. Começa, então, uma investigação para tentar descobrir quem é seu amor virtual.

Nick Robinson
Nick Robinson está perfeito como Simon Spier
Com Amor, Simon é a típica comédia romântica adolescente que adoramos ver e rever. O problema com esses filmes é a falta de representatividade. Quando há um personagem gay, normalmente ele é o amigo divertido da mocinha. Então, fica parecendo como se os gays não tivessem o direito de ter uma grande história de amor.

Nos filmes independentes e europeus é mais comum haver protagonistas com identidade de gênero ou orientação sexual fora do padrão, mas costumam ser personagens sofridos e perturbados. Será que eles nunca poderão ser feliz?

Por isso, o livro da escritora americana Becky Albertalli fez tanto sucesso entre os jovens gays. Simon é como qualquer adolescente que busca a felicidade. A autora também é psicóloga e trabalhou com muitos adolescentes inteligentes, estranhos e irresistíveis. Por sete anos foi orientadora de um grupo de apoio a crianças com não conformidade de gênero. Isso trouxe muita verdade para seus personagens no livro e na adaptação dirigida por Greg Berlanti (das séries Supergirl, The Flash e Arrow). Fica claro o envolvimento da autora em todo o processo do filme.

Love, Simon
Nick Robinson, Katherine Langford, Alexandra Shipp, Keiynan Lonsdale e Jorge Lendeborg Jr.
A escalação dos jovens atores foi ótima. Eles se encaixam perfeitamente nos personagens, principalmente Nick Robinson. Ele é o próprio Simon Spier! Os personagens têm a profundidade necessária para o gênero e para que suas ações sejam entendidas.

Love, Simon
Simon e Ethan conversam sobre sair do armário
O filme sofreu várias alterações em comparação ao livro, mas a essência e vários momentos importantes estão lá. Não vou falar muito para não dar spoilers, mas uma dessas mudanças é a inclusão de outro personagem gay na escola. Ethan não existe no livro, mas foi uma boa adição porque mostra que nem todo gay é igual, assim como nenhum hetero é igual.

O filme é uma comédia romântica leve, divertida, mas que também consegue emocionar. Achei melhor do que o livro. Com Amor, Simon é o primeiro filme de uma grande produtora de Hollywood cujo personagem principal é um adolescente gay, mas o filme não levanta nenhuma bandeira. Não deixe de ver!

Se quiser ler a resenha de Simon Vs. A Agenda Homo Sapiens, basta clicar aqui.

Beijos, André

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oie,
Obrigada por visitar os Garotos Perdidos.
Sua opinião é muito importante para mim.