Crítica | Velozes e Furiosos 8

24 de abr de 2017

Oi Perdidos,

Fui assistir a Velozes e Furiosos 8 nos cinemas. Não sei se é justo fazer uma crítica sobre esse filme porque a franquia não é conhecida pela qualidade do roteiro e nem pelas atuações do elenco.

A franquia Velozes e Furiosos é famosa pelas grandes perseguições de carro e as cenas de ação tão mirabolantes que chegam a ser cômicas.

Vamos, então, analisar o filme por aquilo que ele se propõe.

Título: Velozes e Furiosos 8
Título Original: The Fate of the Furious
País: EUA
Ano: 2017
Diretor: F. Gary Gray
Atores: Vin Diesel, Michelle Rodriguez, Jason Statham, Dwayne Johnson e Charlize Theron,
Gênero: Ação
Produção: Universal
Classificação:


O filme começa em Cuba onde Dominic Toretto (Vin Diesel) e Letty (Michelle Rodriguez) estão passando a lua de mel. Ao apresentar a cultura do país, o diretor americano F. Gary Gray (de Uma Saída de Mestre) mostra mais as curvas e a sensualidade das cubanas do que qualquer outra coisa.

O primo de Dom se envolve em uma discussão quando perde o carro e Dom parte em sua defesa. Claro que a discussão termina em uma grande corrida de carro pelas ruas de Havana. Essa primeira corrida de carro é um pouco decepcionante. É fácil perceber que as imagens foram aceleradas na pós-produção.

Outro dia, ao voltar para o hotel, Dom encontra uma mulher consertando o carro e para pra ajudar. Cipher (Charlize Theron) sabe quem ele é e o chantageia. Dom terá que se rebelar, trair a sua família e trabalhar para uma terrorista digital.


Não sabemos o que Cipher usou para chantagear Dom, mas imaginamos que deve ser algo bem sério para fazer com que ele faça o que fez. O motivo da chantagem nos deixa curioso durante um tempo e, quando revelado, é bem plausível.

É impressionante ver que a franquia chega ao oitavo filme. Velozes e Furiosos 3: Desafio em Tóquio é considerado o mais fraco da série. Coincidência ou não, os astros da série Vin Diesel e Paul Walker não participaram dessa produção. Velozes e Furiosos 6 é considerado por muitos como o melhor. Outros filmes também se destacaram, como Velozes e Furiosos 5: Operação Rio, por se passar na cidade maravilhosa, e Velozes e Furiosos 7 por causa da morte do ator Paul Walker em um acidente de carro.

O oitavo filme da série continua seguindo a fórmula de sucesso. O filme se passa em Havana, Nova York, Sibéria e possui boas perseguições de carro. As cenas de ação são grandiosas e o filme não se leva a sério. A cena final onde a equipe de Dom é perseguida por um submarino é bem feita e hilária.

Chama a atenção a participação de bons atores, como Kurt Russell (de Os Oito Odiados), Luke Evans (de A Bela e a Fera), Scott Eastwood (de Corações de Ferro) e Helen Mirren (de A Rainha). Charlize Theron (de Mad Max: Estrada da Fúria) não apresenta a sua melhor interpretação, mas a personagem Cipher é forte o suficiente para fazer frente ao Dom e sua família.


Indicado somente para quem curte o gênero.

Beijos.

Segunda estrela à direita,
e direto até o amanhecer.

4 comentários:

  1. Esse é um tipo de filme fast food, que você não tem que ficar pensando e nem tentando desvendar mistérios complexos, mas é como você diz, é indicado para quem gosta do gênero, e apesar de eu não ser lá muito fã, quero assistir... Hahahah, vai saber!

    ~ Compulsivamente Literaria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari,
      Pois é, tem coisas que não tem explicação! Hahah.
      Beijos,
      André

      Excluir
  2. Oi André!

    Gostei da resenha, mas não tive vontade de assistir ao filme. Já o oitavo da franquia, onde será que eles querem chegar com essa fúria e essa velocidade toda? (risos)
    Você vai fazer crítica de Guardiões da Galáxia? Tô ansioso pra saber sua opinião.

    Abração!!!
    Thi
    http://mar-de-vicios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thiago,
      Vou fazer, sim. Já foi assistir?
      Abração!

      Excluir