Resenha | Duologia Amor Invertido

9 de mar de 2017

Oi Perdidos,

Hoje, vou falar um pouco sobre os livros Amor Invertido e Invertido no Amor, escritos pelo sul-mato-grossense Maximiliano Souza e publicados pela Modo Editora.

Os livros contam a história de um romance homossexual de forma leve e sensível a partir de um acontecimento verídico.

Título: Amor Invertido
Série: Amor Invertido #1
Autor: Maximiliano Souza
Editora: Modo Editora
Gênero: Romance. Homossexual          
Páginas: 193
Ano: 2012
Classificação:
Título: Invertido no Amor
Série: Amor Invertido #2
Autor: Maximiliano Souza
Editora: Modo Editora
Gênero: Romance. Homossexual
Páginas: 220
Ano: 2015
Classificação:

Resolvi falar sobre os dois livros em uma única resenha porque os dois livros contam a história de amor de Diego e Vinícius. Cada um sob o ponto de vista de um dos protagonistas e ambos se completam.

Minha amiga Adriana (sempre ela ), do blog Meu Passatempo blábláblá..., me emprestou os livros e amei as capas logo de cara. A capa de Amor Invertido foi feita por Gislene Vieira de Lima com fotografia de Fabiana Mendonça, e a de Invertido no Amor, por Denis Lenzi. As capas são lindas e os modelos parecem muito com a descrição e personalidade dos personagens criados pelo autor.



Diego morava com os pais em Bonito, no Mato Grosso do Sul, até resolver fazer faculdade de Administração em São Paulo. Juliete, sua irmã mais velha, é Comissária de Bordo e há 4 anos mora em São Paulo. Ela dividia o apartamento com Mônica que se casou e deixou o quarto vago justamente quando Diego passou na faculdade.

Ao se mudar, Diego conhece Vinicius, um rico, bonito e inteligente fotógrafo numa situação constrangedora. Vinícius foi dar comida para Tia, a gata de Juliete, e vê Diego saindo do banho, completamente nu, com a toalha secando os cabelos. Diego corre para o quarto, após segundos sem reação, e quando volta, Vinicius já foi embora.

Diego não sabe muito bem quem é Vinicius, mas imagina que ele deve ser o namorado de Juliete, já que possui a chave do apartamento e tem livre acesso. Quando os três voltam a estarem juntos, ela pergunta se o irmão não pode trabalhar com Vinicius, afinal ele costumava fazer os cartazes da pousada que os pais têm em Bonito, e sabe usar os programas de edição e tratamento de fotos.

Vinicius decide fazer um teste e Diego prova ser capaz. Tudo está indo bem até que Vinicius deixa umas fotos homoeróticas para serem tratadas e Diego entra em pânico quando vê as imagens. Ao confrontar Vinicius, eles se beijam e Diego se sente mexido com o que aconteceu sem entender o porquê.

Diego sempre foi hétero. Em seus vinte anos de vida, só se envolveu com mulheres. Sua mente diz que é melhor não se envolver já que Vinicius é namorado da sua irmã. Ele não quer trair a irmã e nem ser o brinquedinho nas mãos de Vinicius, mas não consegue parar de pensar naquele lindo arrogante.

Será que Diego é capaz de enfrentar os amigos e a sua família? Ele vivia pela família e amigos. Adorava sentir o carinho dos que estavam a sua volta e nunca fora capaz de encarar a reprovação alheia.

Em Amor Invertido podemos acompanhar o drama de Daniel em aceitar esse amor. Na realidade, Vinicius parece ser uma pessoa muito metida, mas aos poucos vamos conhecendo e gostando mais dele. Se bem que tudo fica mais claro quando lemos a história sob o ponto de vista de Vinicius.

O livro possui alguns erros no texto e não gostei do número das páginas estarem na lateral junto com uma pequena ilustração que não entendi até agora o que é. Os números se misturam com o texto e confunde a leitura.

Romance leve com personagens cativantes que conseguem prender a atenção. Vale a pena conhecer para quem gosta do gênero.

Invertido no Amor consegue ser melhor do que o primeiro. Percebi menos erros no texto e a escrita de Maximiliano Souza melhorou muito nos 3 anos que separam o segundo do primeiro livro. O autor traz novos personagens que, mesmo que não interfiram tanto na história, dão uma sensação de complexidade. De uma vida acontecendo ao redor do casal.

Como falei antes, entendemos mais o Vinicius e compreendemos o porque dele implicar tanto com o Diego.

No início de cada capítulo temos a imagem de Vinicius ao fundo. No início é legal, mas vai ficando repetitivo. Os capítulos são curtos e a leitura flui muito bem.

Tenho que confessar que eu não esperava aquele acontecimento no final. A história tem pequenas reviravoltas que não são spoilers, mas achei melhor não falar nada para não atrapalhar o prazer de acompanhar o romance entre Diego e Vinicius.

O amor pode estar em um lugar onde você nem imaginava.

Beijos.

Pense em uma coisa boa
e num instante você voa.
 Pense em uma coisa linda
se você não voa ainda.


 O blog Garotos Perdidos faz aniversário no dia 04 de abril. Para comemorar o primeiro ano de vida, convidamos a banda Stage Dive para participar de um grande sorteio!
O vencedor vai levar os 4 livros da série escrita pela australiana Kylie Scott.
O sorteio está acontecendo no IG do Garotos Perdidos: @garotos_perdidos.
Venha participar desse show até o dia 04/04/17!!!

15 comentários:

  1. Oiii, tudo bem?
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou meu interesse o quanto que eu gostaria, mas a sua resenha ficou bem convincente e apaixonante, além do mais gostei da foto, ficou mega fofinha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi
    Não há como negar que esse é um triângulo amoroso diferente, se apaixonar pelo namorado da irmã dá muito pano pra amanga. Gostei do enredo, mas não curti as capas, geralmente as capas da MODO me parecem todas iguais, não sei, enfim, mas a história me chamou atenção e espero ter oportunidade de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lilian,
      Não conheço outros livros da Modo, mas gostei das cores e os modelos lembram muito os personagens.
      Beijos

      Excluir
  3. Olá!
    Que dramalhão, heim? Rapaz hétero que se sente atraído pelo namorado da irmã e não sabe o que fazer tanto com sua sexualidade como com o fato de trair a irmã... ai ai Já imaginei a irmã abrindo a porta e com o olhar choroso gritando: "Oh! Diego Antonio como pode?!" hahaha
    Interessante a dica.
    Abs
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,
      O drama não é tão grande assim. Na realidade, esse drama é substituído por um outro, mas náo quero falar muito pra não estragar o prazer da leitura. Só espero não estar aumentando a espectativa sobre os acontecimentos. :)
      Beijos

      Excluir
  4. Olá! terminei de ler a resenha mais por curiosidade, quando terminei o primeiro paragrafo já disse que queria os livros. Que situação, imagino o drama que deve existir em torno dessa história, curiosa para ler os dois, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Su,
      Como respondi para a Cia do Leitor, o drama não é tão grande assim. Na realidade esse drama com a irmã é substituído por um outro. Não quero falar muito pra não estragar o prazer da leitura, mas espero não estar com isso aumentando as expectativas. :)
      Beijos

      Excluir
  5. OPie
    parece ser uma história cheia de drama e confusão mas não sei se é o que quero ler por agora, mesmo assim, gostei da resenha e desejo sucesso aos livros

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Cath,
      Na realidade fiquei com muita dúvida sobre essa resenha. Li e reli diversas vezes. Que bom que gostou.
      Beijos

      Excluir
  6. Olá André, eu gostei do enredo dos livros e da proposta do romance em si, só não curto quando são dois livros cada um com um ponto de vista para os mesmo acontecimentos, acaba meio que ficando na mesmice já que você sabe o que vai acontecer. De qualquer forma anotei a dica e quem sabe eu leia algum dia.

    Meu Mundo, Meu Estilo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jéssica também acho que fica repetitivo, mas o que achei legal foi perceber a melhora na escrita do autor.
      Beijos

      Excluir
  7. Olá, tudo bem?

    A obra em questão (Invertido), infelizmente não despertou meu interesse no momento e particularmente não curto romances. Gostei da sua resenha, ficou curta e objetiva, a foto também ficou legal. Vou indicar para minhas amigas!
    Bjuss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Saga Literária,
      Fico feliz que tenha gostado da resenha. Fiquei muito na dúvida sobre ela. Li e reli diversas vezes antes de publicá-la e mesmo assim não estava totalmente satisfeito com ela. Obrigado pelo carinho!
      Beijos

      Excluir
  8. Estou escrevendo meu TCC sobre esses dois livros, com o tema: A abordagem da homoafetividade nas obras "Amor Invertido" e "Invertido no Amor", de Maximiliano Souza. Confesso que está muito difícil por não haver muitas fontes para pesquisa. A resenha do Blog ajudou muito, mas não há nenhum fato sobre o autor. Att, Patrick Sousa

    ResponderExcluir