Crítica | Cinquenta Tons Mais Escuros

21 de fev de 2017
Fifty Shades Darker

Oi Perdidos,

Depois de reler o segundo e melhor livro da trilogia Cinquenta Tons de Cinza, fui conferir a sua adaptação cinematográfica. O filme é dirigido por James Foley que substituiu Sam Taylor-Johnson. A autora E. L. James brigou muito com Taylor-Johnson durante as filmagens do primeiro longa e sua saída já era esperada.

Não foi fácil escrever essa crítica porque a história já é conhecida por todos e tanto os livros quanto os filmes costumam gerar reações extremas. Uns amam e outros odeiam. Em qual time você se enquadra?

Título: Cinquenta Tons Mais Escuros
Título Original: Fifty Shades Darker
País: EUA
Ano: 2017
Diretor: James Foley
Atores: Dakota Johnson, Jamie Dornan, Eric Johnson e Kim Basinger
Gênero: Romance, Erótico
Produção: Universal Pictures
Classificação:


Christian Grey e Anastasia Steele

O filme começa com Christian Grey tentando reconquistar Anastasia Steele que o largou no final do primeiro filme após ser espancada com um cinto. Ana acaba cedendo depois dele propor um novo acordo: Sem castigos e sem regras. Mas, esse romance não será nada fácil.

Além dos traumas de Christian e da insegurança de Anastasia, ela começa a ser perseguida por uma antiga submissa dele. Leila está em uma crise psicótica e Christian acha que ela pode ser perigosa.

Mrs. Robinson, a dominatrix de Christian quando este tinha apenas 15 anos de idade, continua rondando a vida dele e Anastasia não aceita isso muito bem.

Para complicar ainda mais, o chefe de Anastasia começa a assediar ela.

Esses 3 grandes obstáculos para o amor de Christian e Ana funcionam bem no livro, mas as cenas de conflito são rápidas e não criam o suspense necessário para o filme. A melhor delas é a do chefe de Ana. Está exatamente como imaginei. Esperava mais da briga com a Mrs. Robinson e o suspense criado em torno da ex-submissa de Grey não é impactante.

Apesar das partes dramáticas não funcionarem muito bem, o filme é bem melhor do que o primeiro. Tem uma boa produção e os atores estão melhores. A personagem de Dakota Johnson está menos mimizenta e a de Jamie Dornan demonstrar ser de carne e osso. Apesar de algumas frases e sequências bem clichês, o filme possui um roteiro melhorado se comparado ao anterior. Tem uma boa fotografia e uma ótima trilha sonora recheada de músicas pop.

Eu comparo as adaptações da trilogia Cinquenta Tons de Cinza com aqueles filmes eróticos famosos da década de 80. Não existia Multishow e a internet estava engatinhando. Zalman King fez muito sucesso nessa época com filmes eróticos, como: 9 1/2 Semanas de Amor, Um Toque de Sedução e Delta de Vênus.

Posso enumerar diversos problemas do filme, mesmo assim, eu gostei. Vocês sabem que eu gosto dos livros. O filme é bem fiel ao livro, mas deve agradar somente aos fãs da trilogia.

Christian Grey e Anastasia Steele

Beijos.

Pense em uma coisa boa
e num instante você voa.
 Pense em uma coisa linda
se você não voa ainda.

17 comentários:

  1. Olha, deve está bom! Pois mesmo encontrando problemas voce gostou! Eu na verdade não vou assistir esse filme no cinema" Ou seja, vou esperar um pouco mais! Até pq minha critica não será tão boa pq não li o segundo livro, mas amei sua critica.

    ResponderExcluir
  2. Oi André..
    Gostei da sua crítica, principalmente em saber que o filme é fiel ao livro, mas como não li essa trilogia toda,vou esperar e terminar a leitura...
    Abraço e muito sucesso.

    ResponderExcluir
  3. Oi André! Não curto os livros, por achar o relacionamento dos dois algo problemático e não romântico, mas este filme parece estar melhor do que o primeiro, e mais fiel ao livro. Para quem é fã, deve agradar!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Concordo com você sobre a questão de se notar diversos problemas no filme, ainda mais pelos cortes que fizeram, e mesmo assim, gostei do filme. Acho que é sempre mais difícil para quem leu e gostou dos livros... Tinha muita coisa que eu queria que estivesse ali, que eles filmaram, mas que só terá no DVD... E com certeza achei esse segundo filme beeeeem melhor que o primeiro!

    ~ Compulsivamente Literária

    ResponderExcluir
  5. Não assistir este filme, pois o passado foi uma decepção, porém minha amiga gostou bastante.

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    A gente sempre exige perfeição nessas adaptações. Mas, muitas vezes nos pegamos criticando e/ou aprovando algumas cenas, justamente porque é o momento ápice da historia e não foram bem aproveitadas. Ossos do oficio...
    Tenho a coleção dos livros mas, não os li ainda, porém, já assisti o primeiro filme e como imaginava não me atraiu muito. Deveria ter lido primeiro, certamente teria avaliado melhor. Esse segundo filme quero assistir (já que a M... está feita) mas, no conforto de meu lar, no momento certo.
    Amei suas impressões
    Abs
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  7. Oie,

    Ainda não assisti esse filme, e nem li o livro, mas a maioria das críticas, como a sua, é favorável ao filme, mesmo que não tenham gostado de alguns cortes, e ainda teve uma amiga minha que ficou revoltada sobre a Leila.

    Mas fiquei curiosa e vou vê-lo, quando sair em dvd =D

    Beijos,
    Fran
    Diário de uma leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  8. Oii, meu sentimento com relação ao filme está bem parecido com o seu, achei que alguns cortes foram mal feitos e a parte dramática boa mesmo é apenas a de Jack Hyde, as outras poderiam ter sido bem melhores...

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  9. Eu não gosto do livro e nem do filme, vi o primeiro filme e tive uma crise de riso, pensando: sério que gastei meu tempo com esse filme? O mesmo se deu em relação ao livro, não sou o perfil do público alvo.

    ResponderExcluir
  10. Oie tudo bom? Cinquenta tons é um problema. Eu gosto, mas a gente não pode sair falando sobre que já vem um ou dois problematizar. Ainda não vi o segundo filme por problemas pessoais, mas mal posso esperar pra ver.

    ResponderExcluir
  11. pra ser sincera faço parte dos que não curtem a obra, filmes ou livros...
    achei perda de tempo ter visto o filme, odiei, o enredo fraco, o livro eu nem conclui,a escrita da autora realmente não me desceu...
    enfim...

    sobre os filmes dos anos 80,eu vi Delta e 9 e 1/5 semanas de amor, não achei em nada parecidos com 50 tons...

    bjs...

    ResponderExcluir
  12. Oie
    eu não sou nada fã da trilogia então provavelmente não irei gostar nem do primeiro filme e nem do segundo, na verdade passei muita raiva lendo os livros mas que legal que gostou da adaptação apesar dos pesares

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Não gosto dos livros, não gosto dos filmes e acho que ele reforça muitas coisas negativas, pode ser chatice de gente da área da psicologia, mas vejo varias romantizações bem errôneas na história de modo geral.

    ResponderExcluir
  14. Oi!!
    Eu li somente o primeiro livro da trilogia e não gostei tanto como todo mundo e olha que eu leio outros livros desse gênero, mas essa trilogia não me conquistou.
    Eu assisti o primeiro filme e quero assistir esse segundo, já ouvi alguns comentários de que esse está bem melhor que o primeiro.
    Preciso ouvir logo a trilha sonora desse segundo filme porque eu adorei e comprei a do primeiro.
    Lendo a critica que você fez até deu vontade de ler o segundo livro antes de ver o filme.
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lizi,
      Espero que goste assim como gostei. Principalmente do livro.
      Beijos

      Excluir
  15. Eu senti muita diferença no filme por causa da direção. O primeiro filme foi feito por uma mulher, então as cenas de sexo eram mais envolventes e interessantes. No segundo filme, o enredo não melhorou muito, mas as cenas de sexo ficaram do ponto de vista masculino da coisa, de como os homens acham que as mulheres gostam e isso não combinou muito com a trama.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Débora,
      Entendo o seu ponto de vista e concordo com ele. Beijos

      Excluir