Resenha | Cinquenta Tons Mais Escuros

8 de fev de 2017

Oi Perdidos,

Quando li a série Cinquenta Tons de Cinza ainda não tinha o blog, por isso não há nenhuma resenha dessa série erótica que se tornou um fenômeno mundial.

A Editora Intrínseca lançou neste mês uma edição especial do livro Cinquenta Tons mais Escuros com fotos e comentários de E. L. James sobre os bastidores da adaptação cinematográfica e um trecho antecipado de Cinquenta Tons Mais Escuros pelos olhos de Christian.

Para me preparar para a estreia de Cinquenta Tons mais Escuros nos cinemas, resolvi reler o livro. Estão ansiosos para a estreia?

Título: Cinquenta Tons Mais Escuros (Fifty Shades Darker)
Série: Cinquenta Tons de Cinza #1 (Fifty Shades #1)
Autora: E. L James
Tradutora: Adalgisa Campos da Silva
Editora: Intrínseca
Gênero: Romance Erótico
Páginas: 512
Ano: 2012
Classificação:


Lembro-me de ter ouvido pela primeira vez sobre a série Cinquenta Tons de Cinza no programa Manhattan Connection, da GNT. Os apresentadores discutiam sobre o fenômeno que o primeiro livro tinha se tornado nos EUA. Que era engraçado ver mulheres lendo escondidas o livro nos metrôs e cafeterias de NY. Levantaram também a questão de que o livro estava sendo responsável pelo aumento de venda de e-readers no país. Memória boa, né?

Quando Cinquenta Tons de Cinza chegou ao Brasil pela Editora Intrínseca, li críticas tanto apaixonadas quanto descendo o pau no livro. Muitas leitoras diziam que o livro é mal escrito, apela para as cenas de sexo e, as mais feministas, de que a mulher se coloca numa posição inferior.

Depois que toda a série foi lançada, resolvi dar uma chance. Durante a leitura do primeiro livro, achei errado colocar o sadomasoquismo como uma doença, afinal, não é. Depois fiquei pensando em como Anastasia, virgem, aceitava tudo aquilo de forma tão pacífica, e em como muitas mulheres da vida real se sujeitam a abusos e maus tratos em nome do amor. Pelo amor de Deus, não pensem que estou falando que sadomasoquismo e abuso sexual são a mesma coisa. Sadomasoquismo é uma prática sexual consensual entre duas pessoas adultas. Apenas pensei no assunto. Terminei o livro sem muita vontade de continuar, mas uma amiga insistiu muito e acabei cedendo.

Em Cinquenta Tons Mais Escuros, a autora E. L. James conseguiu criar uma história mais envolvente e passei a shippar o casal Christian Grey e Anastasia Steele. A personagem que mais se desenvolveu foi Anastasia que ficou menos chata e mais crível. Grey se solta mais e parece mais humano.

Jamie Dornan e Dakota Johnson vivem Christian Grey e Anastasia Steele nos cinema

O livro começa com Christian e Anastasia arrasados após o término do envolvimento deles. Ela o abandonou quando foi espancada com um cinto e passa a focar no novo trabalho como assistente de um editor. Grey percebe que não consegue viver sem Ana e decide reconquistá-la.

Quando ele propõe a ela um novo acordo, sem castigos e sem regras, ela aceita tentar mais uma vez.

Preciso mais de você do que das minhas necessidades sexuais, Anastasia. Estes últimos dias tem sido um inferno (Grey)

Mas este não é um relacionamento comum. Apesar de Grey tentar ter um relacionamento normal com Ana, ele não se acha digno dela e ela não sabe se ele vai se contentar apenas com sexo "baunilha". Será que ele não vai se cansar dela e procurar uma submissa?

Para complicar ainda mais o romance entre eles, uma antiga submissa de Grey resolve aparecer e perseguir Ana. Leila está em uma crise psicótica e Christian acha que ela pode ser perigosa. Temos também a Mrs. Robinson, dominadora de Christian quando este era apenas um adolescente, que continua rondando a vida dele.

Ana consegue descobrir, aos poucos, mais sobre o passado de seu amado dominador, mas ainda há um segredo que ele se recusa em contar. Diz que se ela souber, vai deixá-lo no mesmo instante. Que segredo será esse? Será que tem haver com a sua preferência pelo sadomasoquismo?

E. L. James consegue amarrar bem a história, criar momentos de tensão e as cenas de sexo são bem eróticas. Há alguns barracos bem legais e a autora não usa do segredo como uma desculpa para explicar a "perversão" de Christian. Está conectado mais ela não usa disso como se fosse a causa de um distúrbio, se é que você me entende.

O final é apaixonante e há um clifhanger para o próximo livro. Tenho que confessar que gosto muito de Romances Eróticos e este é o melhor livro de toda a série. Animados para a adaptação cinematográfica de Cinquenta Tons Mais Escuros. Gostei bastante do trailer. Parece ser fiel ao livro e superior à adaptação do primeiro livro que foi bem conturbada.


Já comprei meu ingresso!!

O ator Jamie Dornan deu uma entrevista divertidíssima para Ellen DeGeneres. Se quiser assistir, basta clicar aqui.

Beijos.

Pense em uma coisa boa
e num instante você voa.
Pense em uma coisa linda
se você não voa ainda.


Resenha dos outros livros da série:


 Tem sorteio rolando aqui no blog.
Separei dois livros que entraram para a lista dos Melhores de 2016 para sortear: Apenas um Garoto e O Príncipe dos Canalhas.
Este sorteio é para comemorar o novo layout e os 9 meses de vida do blog.
Não deixe de participar! Basta clicar aqui seguir as informações.
O sorteio termina no dia 12/02/2017

10 comentários:

  1. Eu também não tive uma boa experiência com o primeiro livro. Comprei sem ter a menor ideia do que se tratava (sou dessas), me arrependi amargamente. E todas as minhas amigas que leram, adoraram. Então sequer dei ouvidos sobre a continuação. Mas nunca mais tentei saber a respeito. Se a história melhoraria ou não. Com sua resenha, posso dizer que talvez... talvez eu dê uma chance para a continuação. Nem os filmes eu vi, então acho que começarei poe eles ;)

    ResponderExcluir
  2. Confesso que ainda não li essa série... Comecei a ler o primeiro volume, mas acabei desistindo porque não me apeguei ao enredo. Quero tentar de novo, no entanto. Parece ser uma ótima leitura, sabe? Pela sua resenha, percebo que os personagens e seu relacionamento evoluem, algo que aprecio muito em séries. Uma pena, no entanto, que tudo gire em torno de quem é submisso ou dominador... Sei lá, espero que o foco não seja apenas a vida sexual dos personagens.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oii
    Eu li a trilogia em uma semana! Mas faz anos, tem muitas coisas que nem lembro mais. Esse é o melhor livro da trilogia. Ana está melhor nesse livros mesmo!
    Não gostei muito do filme!
    Bjus

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Eu adoro Cinquenta Tons de Cinza, mesmo depois de ter lido há um tempo ainda acho a premissa incrível e é impossível não torcer pelo casal. Entretanto, a Ana me aborreceu a partir do segundo livro, mas ainda assim é uma excelente trilogia.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  5. Ola, tudo bem?
    Lembro que quando começou a "modinha" (falei modinha, mas não no quesito ruim ok) eu escutava algumas mulheres falando das partes mais hots do livro em ônibus, elevadores, em todos os lugares. Foi muito engraçado, pq alguns comentários eram muito engraçados e eu não via muito isto.
    Não me interessei pela série em si, do mesmo jeito que não tenho interesse em ver os filmes, mas acho a história bem formulada.
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  6. O primeiro livro também não foi o meu preferido... Demorei para finalizar a leitura e honestamente, só terminei porque sou teimosa. Mas foi o segundo livro que realmente me pegou na série, simplesmente não consegui para de ler até chegar no final, aí o que ficou foi o desespero para o próximo livro! Hahahahahha

    ~ Compulsivamente Literária

    ResponderExcluir
  7. Tenho sérios problemas com esses livros e os filmes, a história de modo geral, acho que além do clichê obvio do filme que cá entre nós está bem saturado, ele reforça coisas e ideias que me incomodam, uma dessas coisas é romantizar abuso...passo longe e dispenso..

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?
    Já li os três livros da trilogia e gostei, apesar de algumas coisas me incomodarem no enredo. Ainda não assisti aos filmes, nem sei por qual motivo.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  9. Oie André =)

    Vou confessar que nunca tive a mínima curiosidade em ler os livros e sendo bem sincera não aguentei 20 minutos do primeiro filme.

    Simplesmente a história não faz meu estilo =(

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  10. Oie,

    Então abandonei tantas vezes a leitura do primeiro, que só fui em frente porque queria ler antes do filme. Garrei um ódio da deusa interior da Ana, que não conseguia ler, mas no final até me simpatizei com ela.Mas não a ponto de querer continuar a história.

    Não li o segundo e provavelmente não vou ler, porque já li o final do ultimo e sei o que acontece XD. Mas gostei da sua resenha, foi sincera e realmente muitos ligam sadomasoquismo com doença e abuso, mesmo que não seja isso.

    Beijos,
    Fran
    Diário de uma leitora Compulsiva

    ResponderExcluir