Dexter: A Mão Esquerda de Deus - Jeff Lindsay [Resenha]

24 de ago de 2016

Título: Dexter - A Mão Esquerda de Deus
Série: Dexter #1
Autor: Jeff Lindsay
Editora: Editora Planeta
Gênero: Thriller Psicológico
Páginas: 270
Ano: 2008
Classificação: 4 estrelas

Dexter – A Mão Esquerda de Deus é o livro que deu origem à cultuada série Dexter, personagem interpretado por Michael C. Hall nas suas 8 temporadas. Apesar desse atrativo, o livro ficou parado na minha estante por bastante tempo. Foi preciso a Maratona Literária de Inverno de 2016, cuja primeira semana temática foi “livros encalhados”, para me fazer ler o livro de Jeff Lindsay.

Dexter Morgan é o protagonista e o narrador desse thriller psicológico. Órfão aos 3 anos de idade, ele foi adotado pelo policial Harry Morgan e sua esposa. Harry descobre que Dexter é um psicopata e acaba ensinando seu filho adotivo a canalizar seus instintos violentos contra as pessoas que merecem. É o Código de Harry: esteja sempre seguro, tenha cuidado e seja correto. Hoje, Dexter trabalha como analista forense especialista em padrões de dispersão de sangue no departamento de polícia e utiliza de seus conhecimentos para matar criminosos que a polícia não conseguiu levar à Justiça.

Dexter ainda tem que lutar contra o Passageiro das Trevas, a entidade, o observador silencioso, a coisa fria e quieta que preenche o buraco vazio que há dentro dele. Aquele que às vezes sai do banco de trás e assume a direção das vontades de Dexter.

Deborah Morgan, irmã adotiva de Dexter, seguiu os passos do pai falecido e também é policial. Ela é do departamento de combate ao jogo, drogas e prostituição, mas gostaria de estar no departamento de homicídios. Quando algumas prostitutas começam a aparecer mortas, ela percebe a sua oportunidade e pede ajuda ao irmão.

Dexter logo percebe que as mortes estão sendo realizadas por um serial killer tão preciso e asseado quanto ele. As semelhanças deixam Dexter intrigado, mas também encantado com as técnicas utilizadas. Será que o assassino está querendo dizer alguma coisa para Dexter?

Lindsay criou um personagem memorável e a narrativa feita pelo próprio protagonista nos coloca dentro da cabeça de Dexter. Conseguimos ver a luta interior entre ele e o Passageiro das Trevas. No momento em que Dexter começa a duvidar da sua sanidade e se perguntar se não seria ele mesmo o assassino das garotas de programada, passamos a duvidar também do que o autor nos mostrou até o momento. Na reta final, o autor injeta adrenalina na história.

A série de livros escrita por Jeff Lindsay é composta por 8 livros: Dexter – A Mão Esquerda de Deus, Querido e Devotado Dexter, Dexter no Escuro, Dexter – Design de um Assassino, Dexter é Delicioso, Duplo Dexter, Dexter em Cena e Dexter Está Morto. A primeira temporada da série é baseada no primeiro livro, mas a partir deste a série segue um caminho diferente ao dos livros. Fiquei realmente instigado para acompanhar as desventuras desse adorável serial killer.

Um thriller psicológico tenso e engraçado ao mesmo tempo. Não deixe de ler!

15 comentários:

  1. Sempre me indicaram a série Dexter, mas quando soube que eram 8 temporadas fiquei com preguiça hahaha
    Me animei muito mais com os livros. Não sabia que existiam.
    Quem sabe eu não dê uma chance ao Dexter agora?
    Bjuxxxx

    PS: te indiquei para o Blog Day

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Poly. Gostei muito do primeiro livro da série Dexter e pretendo ler os outros. Se você gosta de um thriller psicológico vai gostar com certeza. Sobre o Blog Day, precisa fazer alguma coisa?

      Excluir
  2. Ainda não conhecia muito esse livro, e apesar de não estar habituada a esse gênero vou pesquisar um pouco mais sobre essa série.
    Sua resenha ficou muito boa.
    Bjs

    http://blog-myselfhere.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Apesar de tantos elogios essa é uma história que não me chama nem um pouco a atenção.
    Já tentei assistir a série uma vez mas não passei do piloto.

    Beijos
    http://www.mundoinvertido.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Nunca vi a série e também sempre passo longe dos livros por serem muuuuitos. A capa dessa é bem bonita, mas ainda prefiro dispensar.

    ResponderExcluir
  5. Oii!

    Adorei a resenha. Estou com vontade de ler essa série, justamente para me desviar um pouco das minhas leituras atuais. Estou adorando thriller psicológicos.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi!!
    Eu amo a série, mas nunca li os livros, tenho uma amiga que leu e é viciada. Eu perdi a inscrição da MLI e acabei nem participando. Eu amo livros com essa temática e espero muito ter a oportunidade de ler ele um dia.
    Pela tua resenha esse livro é daqueles que a gente começa a ler e não quer parar para ver o que vai acontecer em seguida.
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Liz. Obrigado pelo comentário. Realmente, depois que a gente começa a ler não consegue parar. Acontecem algumas coisas que deixam a gente curioso pra saber se é verdade ou não. Não comentei porque apesar de não ser um spoiler, é uma dúvida do protagonista que deixa a gente mais curioso. Se comentasse sobre sobre o que é essa dúvida acredito que o prazer de ler o livro diminuiria. Leia quando tiver chance.

      Excluir
    2. Oi Liz. Obrigado pelo comentário. Realmente, depois que a gente começa a ler não consegue parar. Acontecem algumas coisas que deixam a gente curioso pra saber se é verdade ou não. Não comentei porque apesar de não ser um spoiler, é uma dúvida do protagonista que deixa a gente mais curioso. Se comentasse sobre sobre o que é essa dúvida acredito que o prazer de ler o livro diminuiria. Leia quando tiver chance.

      Excluir
  7. Olá,
    Nunca vi a série, mas sei do que trata. Não sei se aproveitaria tanto a leitura por não ter visto a série, mas creio que os fãs vão gostar.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Debyh, eu também conhecia o enredo da série, apesar de nunca ter assistido. Consegui aproveitar bastante a leitura.

      Excluir
  8. Nossa adorei sua resenha sobre os livros e a série que tanto amo. Realmente na seue a história de Dexter decorre totalmente diferente do restante dos livros, talvez tenha sido uma forma de prender o telespectador na frente da telinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou da resenha. Ainda não vi a série, mas pretendo fazer uma maratona em breve.

      Excluir
  9. Oi André.
    Eu adoro Dexter. Livros e serie. O desenvolvimento do personagem é muito interessante. E apesar de os livros serem bem diferentes da serie um não tira o brilhantismo do outro.
    Só me desanimei um pouco com a serie depois de descobrir como termina a oitava temporada. Não me agradou o final. E li só até o terceiro mas espero voltar.

    Bjs
    http://www.meupassatempoblablabla.com

    ResponderExcluir
  10. Eu tenho muita vontade de ler esse livro porque sempre falaram muito bem da série de TV, mas infelizmente eu não sou muito ligada nesse gênero. Por mais vontade que eu tenha, vou largar o livro na metade, certeza.

    laoliphant.com.br

    ResponderExcluir