Os Goonies - James Kahn [Resenha]

4 de abr de 2016
Título: Os Goonies
Autor: James Kahn
Editora: Darkside
Gênero: Aventura, Novelização de Filmes
Páginas: 240
Ano: 2012
Classificação: 2  estrelas
As adaptações cinematográficas de livros geram muitas discussões sobre as mudanças que normalmente acontecem das páginas para as telonas, mas pouco se fala do caminho inverso. Quando um filme é adaptado para as páginas de um livro, temos a Novelização de Filmes.
Os Gonnies, dirigido por Richard Donner, estreou no Brasil em 15 de agosto de 1985. Naquela época, um garoto de 13 anos foi assistir ao último filme de Steven Spielberg, que escreveu o roteiro, junto com Chris Columbus, e produziu a aventura de 4 amigos, Mikey, Bocão, Gordo e Dado, que moram nas Docas Goon e se autodenominam de os Goonies. O local está prestes a ser demolido para a construção de um campo de golfe e os amigos terão que se separar.
Eles estão brincando no sótão da casa de Mickey quando encontram o mapa de Willy Caolho, o maior pirata de seu tempo. Eles decidem ir em busca de seu lendário tesouro, porque além de poderem salvar suas casas, essa talvez seja a última aventura do grupo juntos.
Da próxima vez que vocês virem o céu, ele vai estar sobre outra cidade. Da próxima vez que vocês fizerem uma prova, vai ser em outra escola.
A essa aventura se juntam Brand, irmão mais velho de Mickey, Andy, a paixão de Brand, e Stef, amiga da Andy. Para complicar a situação, a entrada para o labirinto de túneis e cavernas indicada no mapa, fica num velho restaurante abandonado, onde estão escondidos os Irmãos Fratelli e Mama Fratelli, uma gangue barra pesada (e também engraçada!).
Além de decifrar vários enigmas, vencer as armadilhas deixadas pelo Willy Caolho, os Goonies também têm que despistar os Fratelli.
Tenham cuidado os intrusosCom a esmagadora morte e a dor,Encharcada de sangue,Do ladrão usurpador.
Divertimento de primeira! Muitas cenas desse filme fazem parte da minha memória cinematográfica, assim como a música de Cyndi Lauper - The Goonies 'R' Good Enough. Marcou uma geração!
O livro que comprei é a edição comemorativa de 30 anos com Mapa/Postêr exclusivo (de tamanho médio) acabamento em capa dura e hot stamp. Uma verdadeira edição de colecionador, para quem sempre quis ser um Goonie.
Não gostei tanto do livro porque ele me pareceu apenas uma simples transcrição das cenas do filme para o livro. A narração em primeira pessoa foi uma boa escolha do escritor, mas as cenas adicionais que aparecem no livro nada acrescentam a história, como no momento em que o grupo fica a deriva numa jangada na Caverna das Águas Correntes e começam a conversar. O autor teve a oportunidade de aprofundar na história de cada personagem, contar suas frustrações, seus medos, mas o faz de forma muito superficial.
Outras adições trazem mais adrenalina para a história, mas não alteram em nada o seu curso. Gostaria de saber se as idéias das sanguessugas e da lula gigante foram criadas apenas para o livro ou se foram pensadas para o filme e descartadas no processo de edição. Afinal, parece que o livro foi desenvolvido durante o processo de filmagem de Os Goonies. (!!)
Segundo Spielberg, a história de Os Goonies "[...] é sobre a amizade, sobre manter-se unido. [...] A verdadeira magia dessa história está sobretudo naquilo que eles se tornaram uns para os outros, de uma maneira muito especial."
A bela edição da Darkside vai enfeitar a minha estante.
Neste caso, prefiro o filme!
Eu jamais trairei meus amigos das Docas Goon,Juntos ficaremos até o mundo inteiro acabar,No céu e no inferno e na guerra nuclear,Grudados feito piche, como bons amigos iremos ficar,No campo ou na cidade, na floresta, onde for,Eu me declaro um companheiro Goony.
André Gama

Nenhum comentário:

Postar um comentário