Resenha | Opala (Lux #3)

14 de jan de 2016

Oi Perdidos,

Opala é o terceiro livro da série Lux (palavra que significa Luz em latim), escrita pela americana Jennifer L. Armentrout, autora best-selling do New York Times. Ela escreve tanto livros de Romance e Fantasia quanto livros Young Adult a Adultos.

Título: Opala
Série: Lux #3
Autora: Jennifer L. Armentrout
Tradutora: Bruna Hartstein
Editora: Valentina
Gênero: Romance, Sobrenatural, Aliens, YA
Páginas: 416
Ano: 2017
Classificação:

Cada um dos três primeiros livros da série recebe o nome de uma pedra que exerce uma influência positiva ou negativa nos alienígenas e híbridos - humanos que foram alterados quando foram salvos pelos Luxen.


Obsidiana é uma pedra capaz de matar os Arum, inimigos mortais dos novos amigos de Katy e Ônix causa dor insuportável quando tocada pelos alienígenas e híbridos.

A Opala negra é tão rara que só pode ser encontrada em algumas minas na Austrália. Ela parece uma bola preta com uma chama no meio e possuem uma incrível capacidade de refração e refração.

OMG! Agora posso falar sobre o que aconteceu em Ônix. Fiquei com o coração na mão quando Katy é capturada pelo Will, namorado de sua mãe. Aquela cena de tortura deu uma visão de que a autora não está para brincadeira. Isso eleva a história a um outro patamar porque realmente passamos a temer as decisões dos personagens que tanto amamos.

Dawson, irmão gêmeo de Daemon e Dee, foi finalmente resgatado, mas sua namorada continua em poder dos Daedalus.

Dédalo ou Daedalus, em latim, era um inventor, tendo criado, entre outras coisas, o labirinto onde vivia o Minotauro. Ele tinha um filho, Ícaro, que morreu afogado depois de despencar do céu por se aproximar demais do sol, que derreteu as asas confeccionadas pelo pai.

Totalmente descontrolado, Dawson quer resgatar Beth a qualquer custo. "Ele parece o coelhinho da Duracell com instinto suicida." Claro que Daemon não permite e precisa vigiar o irmão a todo instante para que ele não faça alguma besteira.

Blake reaparece com a proposta deles invadirem a central do DOD para resgatarem Beth e Chris, o alienígena que o curou. Mesmo que isso seja o que Dawson deseja, Daemon e Katy não podem confiar no assassino de Adam, namorado da Dee.

A primeira metade do livro é mais lenta, mas a tensão está nas entrelinhas. Como já disse antes, a gente sabe que tudo pode acontecer. Há momentos impactantes, com mais mortes, e o clima de espionagem, tipo Missão Impossível [risos], ganha força. A narrativa da autora continua fluida e envolvente.

No meio de toda a ação, temos o romance de Daemon e Katy, casal que shippei desde a primeira vez que li essa série que amo, mas ela não é mais a mesma pessoa. Nenhum deles é.

Já não enxergava mais o mundo em preto e branco e, no fundo, sabia que também operava mais segundo as regras sociais básicas. (Katy)

A Editora Valentina fez um trabalho impecável mais uma vez. Ainda bem que Originais já foi lançado no Brasil, porque Opala termina com plot twist tão assustador que vocês vão querer ler o quarto livro da série imediatamente.


Com amor, André


Resenhas da Saga Lux

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi Perdido,
Deixe um elogio ou uma sugestão.
Obrigada por visitar os Garotos Perdidos.