Resenha | Obsidiana (Lux #1)

13 de dez de 2015

Oi Perdidos,

Costumo chamar a série Lux (palavra em latim que significa Luz) pelo nome do primeiro livro, Obsidiana, que é uma pedra escura formada pelo esfriamento rápido da lava vulcânica. Para quem acredita, obsidiana é uma pedra extremamente protetora que funciona como um escudo contra a negatividade, más influências e ataques energéticos.

Título: Obsidiana
Série: Lux #1
Autora: Jennifer L. Armentrout
Editora: Valentina
Gênero: Romance, Sobrenatural, Aliens, YA
Páginas: 320
Ano: 2015
Classificação:

Katy Swartz vivia na Florida com a família, mas a mãe decidiu se mudar para West Virginia após o pai perder a luta contra o câncer. Katy nunca deu trabalho para os pais. Ela adora ler e tem um blog chamado Katy’s Krazy Obsession.

Sempre fui capaz de me deixar levar pela leitura. Os livros são uma válvula de escape necessária, à qual sempre recorria sem pensar duas vezes.

Katy deixou escola, amigos... uma vida para trás, mas tudo ia bem até o momento em que ela conhece seus vizinhos: os gêmeos Dee e Deamon. Apesar de serem gêmeos, o temperamento dos dois não poderia ser tão diferente. Enquanto Dee é amável, Deamon é um babaca. Lindo! Mas um completo babaca!

O que mais gostei é que a Katy é uma personagem que não aceita desaforos, por isso mesmo, vive batendo de frente com Daemon. As trocas de farpas entre eles e como o relacionamento dos dois é desenvolvido é um dos pontos fortes do livro.

Obsidiana não é apenas um romance. Katy descobre que Dee e Daemon são, na realidade, Luxen, alienígenas que vieram do planeta Lux. Quando Daemon salva Kate de ser atropelada, ele deixa um rastro luminoso nela e isto a coloca em grande risco, mesmo que só os alienígenas consigam ver o rastro. O problema é que os gêmeos têm inimigos chamados Arum, que também vieram de Lux e querem roubar as habilidades dos Luxen. Sem contar o Departamento de Defesa dos Estados Unidos que não pode saber que Daemon revelou a sua verdadeira identidade para uma humana. A única maneira de Kate permanecer viva é ficar colada em Daemon até que o rastro se apague, quer dizer, isto se ela não matar ele antes.

O livro é uma mistura de Crepúsculo e Os Legados de Lorien, também conhecido como Eu Sou o Número Quatro, o primeiro livro da série. Digo isso apenas pelo lado sobrenatural do romance, porque a escrita de Jennifer L. Armentrout é fluída e a relação entre Katy e Daemon é de outro mundo (desculpem o trocadilho!). Os personagens secundários também são bem desenvolvidos sem serem maniqueístas.

A história vai tomando um viés de mais ação e ficção à medida que a série vai avançando, mas quando chegarmos lá, você já terá se apaixonado por Daemon e Katy.

Vou confessar que já li a série toda e que sou apaixonado por ela. Estou aproveitando para reler os livros. Ainda bem que a Editora Valentina já lançou todos os livros, porque é difícil parar de ler. Cada edição é mais linda do que a outra, com boa diagramação e capas maravilhosas. Depois temos que abrir uma votação para a capa mais bonita.

Com amor, André.


Resenhas da Saga Lux
Ônix (Saga Lux #2)
Opala (Saga Lux #3)
Originais (Saga Lux #4)
Opostos (Saga Lux #5)

2 comentários:

  1. Own...ta no topo da minha tbr no momento.. estou me programando pra comprar o livro físico.. (fique sem tablet) enfim.. amei a resenha. Honesta e muito bem escrita. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo carinho. Li Obsidiana em e-book, se tivesse o livro físico te emprestava. Beijos.

      Excluir

Oi Perdido,
Deixe o seu recado, seja ele um elogio ou uma sugestão.
Obrigada por visitar os Garotos Perdidos.